Namibe: Polícia regista treze crimes em sete dias

⇧Clicar para alargar
Moçâmedes - O Comando Provincial do Namibe da Policia Nacional (PN) registou, de nove a 15 do corrente mês, 13 crimes de natureza diversa, menos um em relação ao igual período anterior, sete dos quais foram esclarecidos, equivalente a uma operatividade na ordem de 54 porcento., Segundo o informe do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa, cedido à Angop, hoje, sexta-feira, o município de Moçâmedes lidera o gráfico com 10 casos, seguindo-se os municípios da Bibala, Kamucuio e Virei, com um caso cada, enquanto o município do Tômbwa não registou qualquer crime. O documento aponta que as residências, com 46 porcento de casos, foram os locais de maior incidência criminal, sendo botijas de gás butano, valores monetários, eletrodomésticos e combustível os bens visados. A fonte sublinha que na sequência desses crimes, foram preventivamente detidos cinco cidadãos nacionais, indiciados como presumíveis autores, todos do sexo masculino, agrupados na classe social de três desocupados e dois trabalhadores, com idades compreendidas entre 16 a 36 anos. Em relação a sinistralidade rodoviária, o informe dá a conhecer a ocorrência de quatro acidentes de viação, menos dois em relação a igual período anterior, que tiveram como consequências ferimento de quatro pessoas e danos materiais avaliados em quatro milhões e 500 mil kwanzas. Estiveram envolvidos nesses acidentes, quatro viaturas e um motociclo, todos pertencentes a particulares, cujas causas presume-se a não cedência de prioridade de passagem e falta de precaução por parte dos peões. Vinte e cinco condutores, foram multados, entre os quais, oito por falta de apólice de seguro, seis por não uso do cinto de segurança, igual número por não uso de capacete de protecção e cinco, por uso de telemóvel no exercício de condução. Por seu turno, dois incêndios de pequenas proporções, ocorridos nas capitais municipais de Moçâmedes e Tômbwa, respectivamente, causaram prejuízos materiais avaliados em 254 mil kwanzas, no período compreendido entre 10 a 17 do corrente mês. De acordo com o informe do Comando Provincial do Namibe de Protecção Civil e Bombeiros, cedido à Angop, hoje, quinta-feira, nesta cidade, os dois incêndios (mais dois), ocorreram em residências e tiveram como causa, a negligência por parte dos respectivos moradores. No período em análise, a nota esclarece que foram removidos dois cadáveres de sexo oposto em Moçamedes e Tômbwa, presumindo-se que as pessoas tenham vítimas de afogamento no mar. A fonte sublinha que foram efectuadas acções de socorros no hospital de referência “Ngola Kimbanda” e aos vôos da companhia de bandeira (TAAG) e aos banhistas, nas praias locais. ,
Categoria: